Janeiro 23, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Os partidos de oposição declararam que não vão disputar as eleições parciais


John Tramani Mahama, que carregava a bandeira do Congresso Nacional Democrático (NTC), entrou com uma petição contestando os resultados presidenciais das eleições gerais de 2020, de acordo com a Comissão Eleitoral.

Os advogados do ex-presidente compareceram à Suprema Corte na quarta-feira para entrar com uma petição questionando a legitimidade da presidente eleita Nana Akubo-Ado. A decisão de finalmente ocupar o Supremo Tribunal veio depois de quase duas semanas de protestos de apoiadores do Congresso Nacional Democrata (NDC) em todo o país.

De acordo com os promotores, as decisões presidenciais anunciadas pelo presidente da Comissão Eleitoral, Jean-Mensa, são falhas e “não representam a vontade do povo”. O candidato presidencial do NDC, John Tramani Mahama, também chamou a decisão da CE de fictícia, dizendo que os resultados a favor do Novo Partido Patriótico (NPP) eram falsos.

Os resultados, anunciados pelo presidente da comissão Jean Mensa na terça-feira, 9 de dezembro, são atribuídos a Nana Agupo-Ado do Novo Partido Patriótico (NPP), com um total de 6.730.413 (51,59%). Dos votos registrados, John Tramani Mahama recebeu 6.214.889 (47,36%) do total de votos expressos.

No entanto, o ex-presidente John Tramani Mahama e o NDC argumentaram que o veredicto era contrário às urnas e que eram a favor do partido no poder. A posição do partido é firmemente defendida pelos simpatizantes do NTC que foram às ruas exigindo que os resultados anunciados fossem anulados.