Por que a protagonista traumatizada de ‘Psychosis’ Janet Leigh é vitalícia

Há 60 anos, “Psycho” estreou nos Estados Unidos. Uma cena clássica de 45 segundos em que a personagem de Marion Crane, interpretada por Janet Leigh, é esfaqueada no chuveiro, no entanto, a atriz recebeu cartas ameaçadoras até sua morte em 2004. O clímax da história de Alfred Hitchcock trouxe uma mudança de visão em Leigh em um simples ato de tomar banho .

Como a atriz contou ao Woman’s World em 1984, em uma entrevista que voltou a se destacar anos depois, sua vida após o longa nunca foi a mesma.

“Quando estou em um lugar onde posso tomar um banho, certifico-me de que as portas e janelas da casa estejam fechadas. Também deixo a porta do banheiro e a cortina aberta. Sempre olho pela porta, não importa onde esteja o chuveiro.” disse Leigh então.

Na mesma entrevista, a atriz também falou sobre as ameaças que continuaram a assombrá-la nos anos seguintes ao lançamento do filme “Psycho”.

“Recebi muitas cartas dizendo que eles farão o que Norman Bates fez com Marion Crane. Agora não percebo o quanto fiz no começo, mas devo dizer que foi muito sério. Até o FBI teve que intervir. Felizmente, nada aconteceu ”, ele disse.

Depois de “Psyche”, Janet Leigh nunca mais trabalhou com Alfred Hitchcock. A própria atriz explicou que não está repetindo as produções com o diretor, porque a morte repentina de Marion Crane intrigou a platéia e seria um erro “revivê-la” no novo filme.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero