Romário “parou de treinar” em Barcelona, ​​dando um chapéu a Guardiola, diz ex-colega

A trajetória de Romário pelo futebol espanhol foi cheia de sucesso. Baixinho marcou gols e títulos para Barcelona e Valência. E foi disso que seus ex-colegas se lembraram quando ele “parou de treinar” para o Barça, dando um chapéu a Guardiola, agora treinador do Manchester City.

Em artigo especial que reuniu depoimentos sobre o brasileiro, o jornal Marca ouviu Óscar Arpón. Entre elogios, o ex-meio-campista relatou o que aconteceu.

“Quando ele queria treinar, era bárbaro. Foi um prazer ver Romário jogar nos jogos. Se ele estivesse em seu time, certamente venceria. Lembro-me de quando ele deu um chapéu a Peppa Guardiola. O treinamento parou completamente e todos começamos a aplaudir. Então continuamos treinando ”, ele disse.

A Marca elogiou o campeão atacante da Copa do Mundo de 1994 com a seleção brasileira. Mesmo aqueles que mais sofreram com ele, os goleiros.

“Ele tinha uma capacidade infinita de nos deixar loucos. Ele nos fez seguir em frente, nos fez seguir em uma direção e colocá-lo na outra … Ele fingiu … Ele adorava nos torturar. Seu objetivo era pura diversão, ele amava”. está nos causando problemas “, disse Jesús Angoy, que também trabalhou com Romária em Barcelona.

“Foi um prazer jogar com Romária, não apenas pelo futebol, mas pelo que ele fez no grupo, pela experiência que trouxe”, concluiu Miguel Ángel Nadal.

Romário defendeu o Barça nas temporadas de 1993/1994 e 1994/1995. Depois, jogou pelo Valencia nas temporadas de 1996/1997 e 1997/1998.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero