Todos os tempos da Premier League Brasileira XI

O Brasil certamente sabe como desenvolver grandes talentos e a Premier League viu alguns brasileiros verdadeiramente brilhantes ao longo de sua história.

A superpotência sul-americana é uma das nações do futebol mais respeitadas do planeta, com um recorde de cinco vitórias na Copa do Mundo e uma rica tradição de jogadores de futebol incrivelmente talentosos.

O Aston Villa anunciou a contratação de Philippe Coutinho do Barcelona na semana passada, com o meio-campista retornando à Premier League para uma segunda passagem depois de cinco temporadas no Liverpool.

Godinho fez alguns momentos memoráveis ​​durante seu tempo em Anfield e decidimos compilar um XI de todos os tempos dos melhores brasileiros da Premier League.

Goleiro: Ederson

A visita de Ederson ao Manchester City foi uma das assinaturas mais transformadoras da história moderna do clube, mudando a visão sobre o papel de goleiro e se tornando o jogador perfeito para a organização de Pep Cardiola.

Um acordo de 35 milhões de libras foi assinado com o Benfica, que conquistou o título da City Premier League por 100 pontos em sua primeira temporada, antes de somar um segundo título consecutivo da liga na próxima temporada

Como Ederson estava mais seguro com as mãos e ainda melhor com os pés, a posição do goleiro do City não foi afetada. Ele possui um alcance de passe extraordinário, agindo quase como um pacote de pés, chutando com precisão sem perder distâncias curtas e longas.

Incorporar a partir de imagens Getty

Ele foi duas vezes nomeado para a lista de Equipe do Ano da PFA e duas vezes ganhou a Luva de Ouro da Divisão, enquanto conquistou cinco troféus nacionais, além de três títulos da Premier League.

Ederson é um dos talentos mais singulares que a Premier League já viu e pode ser inigualável na distribuição de goleiros.

À direita: Rafael da Silva

Rafael da Silva tornou-se um favorito dos fãs durante seu tempo no Manchester United e foi aclamado pela torcida de Old Trafford por sua competitividade e perseverança na lateral-direita.

O irmão gêmeo brasileiro Fabio foi contratado ainda adolescente pelos Red Devils, mas Rafael só fez mais impacto após 170 jogos e conquistando três títulos da Premier League.

Rafael marcou um gol memorável contra o Liverpool, aumentando ainda mais sua popularidade, e seu senso alienante e respeito pelos Red Devils fizeram dele o melhor sucessor de Gary Neville na direita.

Ele saiu para assinar pelo Lyon em 2015, e depois teve passagens pelo Istanbul Basakshehir e Potafoco.

Defesa-central: Diego Silva

A contratação de Diego Silva do Paris Saint-Germain pelo Chelsea tem sido amplamente vista como suspeita, com ele nomeando um zagueiro sênior após sua libertação no Parc des Princes.

No entanto, apesar da experiência de Silva em sua primeira Premier League no final de uma carreira valiosa, essa classe é muito duradoura e se tornou importante para os londrinos do oeste.



O brasileiro é um líder natural e zagueiro central, demonstrando que melhorar o desempenho de quem está ao seu redor pode compensar a desaceleração da velocidade do pensamento.

O jogador de 37 anos fez parte da equipe que conquistou a Liga dos Campeões em sua primeira temporada e é um dos melhores zagueiros da divisão.

Defesa-central: David Lewis

David Lewis muitas vezes demonstrou sua visão de bilheteria para uma carreira colorida no futebol inglês, misturando prestígio durante jogos ridículos no Chelsea e no Arsenal.

Luis jogou duas vezes com o Chelsea e ganhou dois títulos da Premier League, da Liga dos Campeões e da FA Cup e da Liga Europa, cada um com os jogadores do oeste de Londres.

Em 2016/17, sua melhor temporada foi como peça central da linha de defesa de Antonio Conte, a defesa extra da guarda extra, permitindo que suas habilidades de bola florescessem quando ele foi nomeado para o elenco do ano da PFA.

Esquerda: Fábio Aurélio

Lateral-esquerdo é uma posição difícil de avaliar nesta página, mas selecionamos Fabio Aurelio, que roubou aos torcedores a oportunidade de ver suas qualidades de maneira consistente, apesar das lesões.

Silvinho merecia ser convocado para a PFA em 2000/01, mas a sua passagem pelo Arsenal foi interrompida após a aparição de Ashley Cole no norte de Londres.

Aurelio passou seis temporadas no Liverpool e fez 133 jogos em todas as competições, proporcionando alguns momentos memoráveis, incluindo especiais de bola parada contra Manchester United e Chelsea.

Um jogador de futebol culto com um pé esquerdo agradável, talvez apenas problemas de condicionamento físico tenham impedido Aurelio de fazer uma aparição verdadeiramente duradoura na Mercedes.

Meio-campo: Fernando

Já que Fernando foi um gol crucial na máquina vitoriosa no Manchester City, alguns dos nomes desta página têm reivindicado mais como o melhor brasileiro da Premier League.

Depois de seguir um caminho bem trilhado do Brasil à Ucrânia, o Shakhtar assinou contrato com Donetsk, onde foi um dos melhores meio-campistas defensivos da Europa por nove temporadas na Etihad.

Tático, forte e possessivo, Fernando é subestimado como um dos melhores times da Premier League.

Ele ganhou quatro títulos da Premier League, seis troféus da liga e uma FA Cup com o City, juntando-se ao Steel Talent na base do meio-campo do clube.

Meio-campo: Gilberto Silva

Outra fantástica exposição do papel de âncora do meio-campo, Gilberto Silva assinou pelo Arsenal depois de fazer parte da equipe campeã da Copa do Mundo de 2002.

A chegada de Silva foi capaz de libertar a dupla de Patrick Vieira de uma parceria formidável no meio-campo do infame time ‘Invencíveis’ do Arsenal, que terminou a temporada 2003/04 da Premier League invicto.

Incorporar a partir de imagens Getty

Uma presença desconhecida em grande parte para os londrinos, sua diligência defensiva trouxe equilíbrio e ele desempenhou um papel de liderança quando o Arsenal entrou em uma nova era sob o comando de Arsene Wenger.

Silva jogou em 244 partidas pelo Arsenal em todas as competições e venceu 93 partidas internacionalmente pelo Brasil.

Meio-campo Juninho

Juninho se tornou o primeiro grande importador do Brasil, assinando com o Middlesbrough durante um período fantástico pelo North East Club.

O meio-campista se tornou uma figura muito amada durante seu tempo no Riverside, trazendo força e imaginação após sua contratação chocante.

Ele jogou na temporada 1996/97, chegando às duas finais da Middlesbrough Domestic Cup, e foi nomeado Jogador da Temporada da Premier League, apesar de ter sido eliminado do clube.

Juninho foi demitido após sua expulsão para manter suas aspirações internacionais vivas, mas retornou ao clube duas vezes após o retorno à Premier League.

Ele criou parte do primeiro e único grande troféu do clube – conquistando o troféu da liga em 2004.

Direita: Willian

Willian conquistou cinco grandes troféus em sete temporadas com o Chelsea, e os Blues se tornaram uma figura chave no sucesso do time após a assinatura do ala do contrato de Fear Tottenham.

Ele se tornou o homem branco brasileiro ao lado do Chelsea, atacando diretamente os adversários e se firmando como o melhor selecionador de bola parada.

Embora tenha desempenhado um papel fundamental nas vitórias do clube na Premier League em 2015 e 2017, Willian foi nomeado duas vezes como o jogador da temporada do oeste de Londres.


Ele viajou pela capital para assinar uma transferência gratuita para o Arsenal em 2020, mas lutou com os Gunners por uma temporada antes de retornar ao Brasil.

Esquerda: Philip Goodinho

Após suas cinco temporadas em Anfield, os torcedores do Liverpool deram a Philippe Coutinho o apelido de ‘O Mágico’, ostentando uma caixa de truques de meio-campista e adorando produzir algo extraordinário.

Ele assinou após um período decepcionante na Inter de Milão, onde prosperou no meio do futebol regular do time principal no Liverpool e se tornou um dos talentos mais criativos da Premier League.

Ele se tornou um favorito firme por conseguir uma lista de gols impressionantes à distância, enquanto seu controle próximo e rápido trabalho de pés muitas vezes encantava a multidão e empurrava os defensores como bambu.

Godinho marcou 54 gols e deu 41 assistências em 201 jogos em todas as competições, assinando um contrato de 142 milhões com o Barcelona em janeiro de 2018.

Atacante: Roberto Firmino

Roberto Firmino marcou mais gols na Inglaterra do que qualquer outro jogador brasileiro, 70 vezes na Premier League desde que assinou pelo Liverpool do Hoffenheim.

Firmino tem estado no centro dos sucessos recentes dos Reds depois de formar um top três com Sadio Mané e Mohamed Salah, e o papel dos pioneiros tem sido altruísta no estilo de trabalho com esses dois.

A combinação da engenhosidade brasileira de Firmino e da ética de trabalho insatisfatória fez dele o jogador perfeito para liderar o time do Liverpool, marcando o ritmo do sistema de contrapressão de Jurgen Klopp.

Embora tenha conquistado as medalhas dos vencedores da Premier League e da Champions League em Anfield, ele prestou mais assistência (44) do que qualquer outro brasileiro.

Degrau – Opinião: O Aston Villa é um local adequado para a renovação de Philippe Coutinho

Consulte Mais informação – Hitman dos anos 90: Romário, gênio goleador brasileiro

Inscreva-se em nossos canais sociais:

o Facebook | Instagram | Twitter | Luz da Web

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero