A empresa destrói a colheita do MST para fornecer alimentos em uma pandemia – Balaio do Kotscho

Você não lerá essas notícias em nenhum jornal ou na televisão. Ele vem de outro Brasil que não está na mídia.

Aconteceu na sexta-feira, no interior do Brasil, onde a vida pulsa e a solidariedade impulsiona o trabalho dos trabalhadores rurais, no Camp Valdair Roque, na Quinta do Sol, no Paraná, que planta vegetais para doar a famílias carentes durante uma pandemia. .

No início, Victor Vicari Rezende, um dos proprietários da área da usina Sabarálcool, acompanhado por 14 homens, algo com um capuz e dois tratores, ordenou a destruição de culturas na fase de colheita plantada por 50 famílias do Movimento Sem Terra (MST).

No mesmo dia, a comunidade da Terra Livre e Mãe dos Pobres da Horta Comunitária Antonio Tavares doou 1.500 kg de alimentos orgânicos a 35 famílias da aldeia indígena de Alto Pinhal e da Casa João Paulo II para Idosos em Clevelândia.

Em 9 de março, no início da pandemia, cerca de 100 acampamentos e assentamentos do MST no Paraná doaram 246 toneladas de alimentos, 6.400 lancheiras e 600 máscaras de pano.

Centenas de famílias foram distribuídas para centenas de famílias em 126 municípios onde o MST está presente: cereais, tubérculos, frutas, verduras, mel, ovos, pão, bolachas, queijos, litros de leite, feira com produtos de melhor qualidade.

Essas doações não aparecem no Centro Nacional do Jornal, mas representam um resgate de culturas para residentes de países periféricos, índios, idosos e autoridades públicas incompetentes em geral.

Agricultores de Camp Valdair Roque trabalhavam para eles na área de Fazende Santa Catarina, de propriedade da Usina Sabarálcool, que responde a 964 solicitações de emprego, somente no distrito de Campo Mourão, quando tratores chegaram para destruir tudo.

Não foi até o final da tarde que a polícia foi à comunidade, as negociações ocorreram e escavadeiras e manuais deixaram a área. Mas as famílias ainda têm medo de serem atacadas novamente.

A partir de 2018, existe o Ministério Público Federal Incra para intervir nesta série de ações e execuções da força de trabalho e comprar a área que será destinada à reforma agrária em benefício dos trabalhadores do campo.

O advogado da família Humberto Boaventura chama a atenção para a gravidade do ataque, dado o contexto da pandemia e o rápido aumento no número de mortes e casos de Covid-19 no Paraná.

“Essa ação hoje, que afeta diretamente a paz social das famílias na região, também representa a supressão de medidas de combate à pandemia instalada em nosso país. Existe um regulamento do Tribunal Europeu do Paraná que suspende as remoções indefinidamente enquanto durar a pandemia”.

Em maio, na abertura da horta comunitária na comunidade da Quinta do Sol, que existe desde 2015, o coordenador do acampamento, Paulo Antonio Fagundes, reforçou seu compromisso de melhorar a produção para ajudar outras famílias.

“Há muitas pessoas desempregadas e falta de comida. Então, vamos contribuir com elas, estender a mão para que elas também tenham comida diária”.

As famílias que se beneficiariam com a distribuição desses alimentos agora terão que esperar um pouco mais para que uma nova horta possa ser plantada e colhida sem a ameaça de uma planta trator.

O cancelamento da destruição das culturas foi apresentado nesta sexta-feira em uma reunião virtual do Fórum de Direitos Contra a Violência no Campo, que reúne 50 representantes de organizações da sociedade civil e autoridades públicas, e será submetido ao Ministério Público Federal.

Usina Sabarálcool se recusou a comentar.

Na hora certa: gostaria de agradecer ao jornalista Ednubi Ghisi, assessoria de imprensa competente do MST do Paraná, que me enviou as informações para este artigo.

A vida continua.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero