Novembro 27, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

ANACOM revela “impressões” de preços MEO, Vodafone e NOS! Altice já atendeu …

A “troca de palavras” entre a ANACOM e os operadores portugueses parece durar. Como informamos aqui, A ANACOM acusou os operadores de aumentar os preços e reduzir a qualidade dos serviços. Os operadores reagiram e disseram que era mentira.

Agora, para provar a sua denúncia, a ANACOM revelou as “impressões” dos preços MEO, Vodafone e NOS. MEO já respondeu …

De acordo com o que foi divulgado pela ANACOM, “entre outubro e novembro de 2020, os três principais prestadores de comunicações eletrónicas em Portugal (MEO, NOS e Vodafone), aumentaram as mensalidades das suas ofertas base“ triple play ”em 3,3% (+ 1 euro) ”.

Em resposta, os operadores nacionais relataram que o ANACOM estava mentindo. Depois de a NOS ter afirmado que a notícia não correspondia à verdade, a Altice Portugal deixou também um comunicado a esclarecer a situação e acusar a Autoridade de Comunicações de não falar a verdade.

.js">

ANACOM divulga impressões de preços

Para "provar" o que disse, a ANACOM já divulgou os preços da MEO, Vodafone e NOS. Recorde-se que a ANACOM referiu que na sequência deste aumento de preços, que surge em simultâneo, e na mesma proporção, e muito superior à taxa de inflação, a mensalidade mais baixa das suas ofertas triple play sobe para cerca de 31 euros . Desde 2018, não há diferenças de mensalidade para este tipo de oferta.

A Altice Portugal já reagiu e “congratula-se com o facto de a ANACOM ter publicamente reconhecido o seu erro, na acusação de aumentos de preços por parte dos Operadores de Telecomunicações”.

A situação referida no estranho comunicado ontem emitido pela Autoridade de Comunicações, refere-se apenas a uma das várias dezenas de alterações de novas ofertas a novos clientes, normais e recorrentes num mercado competitivo, e que reflectem alterações tarifárias em função da dinâmica do mercado , adaptando o valor dessas ofertas para cima ou para baixo.

Do mesmo modo, resulta do que agora é transmitido pela ANACOM que as velocidades mencionadas se deveram a mecânicas promocionais, elas próprias normais em mercado aberto.

Altice lamenta que, numa primeira comunicação, a Autoridade das Comunicações tenha enganado os portugueses, tentando mais uma vez denegrir o Sector das Comunicações.