Bloqueio x alívio: com medidas de conflito, o isolamento social caiu – 06.04.2020

Embora tivessem um estado inteiro, o Amapa e moradores de cidades como Fortaleza, Recife e Belém adotaram isolamento, os movimentos exatos das medidas de relaxamento parecem incentivar mais pessoas a circular – uma tendência que vem se aprofundando nas últimas semanas. O índice nacional de pessoas em casa caiu para 44,15% em maio, e nos últimos dias tivemos um registro negativo de isolamento social de apenas 39,2%, em linha com a quarentena na sexta-feira (29).

O índice mais baixo representa uma queda de 23 pontos percentuais em relação à alta anterior de 62,2% (22 de março), de acordo com o IIS (Índice de Isolamento Social) da startup brasileira Inloco, que usa dados de geolocalização para calcular movimentos de telefones celulares em todo o país.

Nos dias úteis (descontos nos finais de semana e feriados), atingimos o menor percentual: 41,4% do isolamento médio, significativamente abaixo dos 70% mínimos recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

De semana em semana, notamos um declínio na afiliação média ao isolamento social no Brasil:

  • De 03 a 23.03. – 54,04%
  • 03,30 a 05,04. – 49,50%
  • A partir de 04.06. Até 04.12. – 48,37%
  • 13/04 a 19/04 – 46,40%
  • 20/04 a 26/04 – 46,64%
  • 27/04 a 03/03 – 44,95%
  • 05/04 a 05/10 – 43,22%
  • A partir de 05.11. Até 17.05. – 44,84%
  • 18/05 a 24/05 – 44,15%
  • 25/05 a 31/05 – 42,77%

A média em abril foi de 47%. Nas duas últimas semanas de março, quando as medidas entraram em vigor, foi de 48%.

Na semana passada (31), quando mais pessoas ficaram em casa, menos da metade da população ficou em quarentena – isolamento 49,8%, a pior taxa desde uma semana desde o início das ordenanças estaduais e municipais, com exceção de Dias das Majke (47,2%) )

De acordo com uma pesquisa do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), 91 cidades já concluíram suspensões de trabalho desde o início de maio.

Do total de fechamentos no dia 19, o Amapá lidera o ranking de isolamento do estado, atingindo 56,2% no domingo. O estado registrou taxas acima de 50% em nove dos 10 dias (a exceção foi apenas a 29ª quando atingiu 48,4%). 24. atingiu 60,7%.

Em Pernambuco, onde cinco cidades – incluindo Recife – fecharam no domingo, a taxa de exclusão social chegou a 53,5%, a terceira mais alta do país, depois do Amap e do Acre (que têm uma taxa de 54,5%, mesmo sem bloqueio). Centro).

Goiás aparece no outro extremo da escala com um índice de 44,5% no domingo, seguido por Tocantins (46%), Mato Grosso do Sul (46,2%), Mato Grosso (46,7%) e Minas Gerais (47). 4%).

Em São Paulo, o principal viveiro da doença e o maior estado do país, mesmo um decreto de cinco feriados nos últimos dias não ajudou a elevar o índice de isolamento social. O IIS caiu para menos de 40% pela primeira vez desde o início da quarentena: 39,2%, também nesta sexta-feira (29).

Como é medido no IIS do Loc?

O Loco possui sua própria tecnologia que recupera automaticamente dados públicos (bot) gerados pelos telefones celulares das pessoas, que normalmente são usados ​​para segmentar publicidade. É chamado de código de publicidade, um número único que identifica constantemente os interesses dos usuários que navegam nos serviços da plataforma, como Google e Facebook. Serve anúncios segmentados ou personalizados (ou “anúncios com base em interesses”) que geram receita para aplicativos.

Entre os compradores estão bancos e grandes varejistas que usam essa tecnologia em seus aplicativos para detectar possíveis transações suspeitas e evitar fraudes.

Na inicialização, esse identificador também é usado para detectar se o celular permanece em um determinado local por um longo período de tempo. Ele envia endereços e o identificador inteligente do smartphone para os servidores da empresa, para que seja possível determinar a proporção entre quem está “estacionado” e quem está se movendo – “tecnologia 30 vezes mais precisa que o GPS”, diz ele.

Portanto, a empresa conseguiu estabelecer um sistema de rastreamento diário, usado pela cidade do Recife. Eles têm acesso ao identificador de 30 milhões de celulares brasileiros – o que corresponde a uma parte da população estimada do Brasil, que hoje tem 211 milhões, informa o IBGE.

O IIS é medido diariamente, mas deve levar vários dias.

De onde vêm os dados de geolocalização?

O seu celular possui um GPS (Sistema de Posicionamento Global) integrado que troca constantemente informações com o satélite para determinar sua localização geográfica. Isso é, geralmente, para coisas como: ajudar você a saber onde está no mapa, qual caminho seguir quando se perder, se virar à esquerda ou até onde chegar ao seu destino, onde está o seu telefone perdido / roubado ou qual o nome da instituição que você será coloque uma descrição da foto no Instagram.

Empresas como Google, proprietários do Google Maps, Waze e Google Fotos e Facebook, proprietários do WhatsApp e Instagram e Apple estão salvando suas mudanças no histórico de registros ou nos locais visitados. Com esse tipo de informação, você pode descobrir se o seu telefone celular fica no mesmo local todas as noites (que seria sua casa) e se ele muda para outro (provavelmente seu emprego) todos os dias.

O Índice de Isolamento Social, neste caso, mede o seguinte: o telefone celular passou o dia em um raio muito próximo ao local considerado sua casa? Insira as estatísticas do grupo compatível com quarentena. Caso contrário, ele entra no índice daqueles que saíram de casa.

Geralmente é necessário ativar a função de localização geográfica – alguns aplicativos precisam de permissão para enviar dados, enquanto outros não. Quando isso acontece, eles se tornam públicos – mas há uma grande discussão sobre consentimento e o direito à privacidade em jogo.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero