José de Abreu deixa o Globo depois de quase 40 anos e tentará uma carreira internacional

O ator José de Abreu anunciou hoje à noite que deixará a TV Globo em 30 de junho, depois de quase 40 anos na emissora, durante a transmissão viver realizada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Nas redes sociais.

“Mas agora, Lula, eu queria aproveitar esta oportunidade e dizer a você. Acabei de fechar o contrato com a Globo de uma maneira extremamente boa para os dois lados. Começamos as negociações há dois meses e fechamos há um mês. Conversei bem com [o diretor artístico Carlos Henrique] Schroder na semana passada. Vou deixar a Globo 30 ”, afirmou.

O ator revelou seu entusiasmo pela nova fase e disse que tentaria uma carreira internacional aos 74 anos. “Vou tentar uma carreira internacional agora. Vou mudar minha vida. Estou aqui [na Nova Zelândia] melhorando o inglês dele. Vou continuar trabalhando na Globo, para um trabalho específico, mas sem contrato depois de 40 anos ou mais … É uma nova maneira de a Globo se exibir com seus artistas ”, acrescentou.

Abreu, que mora na Nova Zelândia com sua noiva, Carol Junger, 22 anos, reclamou do dólar alto e relatou dificuldades em sobreviver com um salário real fora do Brasil.

“E para mim também foi muito difícil sobreviver com salários reais fora do Brasil. Quando eu saí do Brasil, em 2014, o dólar era de US $ 222. Quero dizer, eu precisava de R $ 2,22 para comprar US $ 1. Hoje eu preciso $ 6. Em outras palavras, a conta nunca seria fechada. “

José de Abreu fez sua primeira novela no Globe em 1980, estrelando o filme “As Três Marias”, mas deixou a emissora entre 1989 e 1991. Foi uma época em que o ator mudou para a extinta TV Manchete e estrelou novelas como “Pantanal” e “A história de Ana Raio e Zé Trovão”.

A lista de sucessos inclui: “A Indomada” (1997), “Senhora do Destino” (2004), “Caminho das Índias” (2009), “Avenida Brasil” (2012), entre outros.

“Viver no Brasil foi difícil”

PT e crítico do Primeiro Ministro Jair Bolsonaro (sem partido), o ator José de Abreu chegou a citar as ameaças de morte que sofreu e disse que vive em quarentena desde a eleição de 2014 de Dilma Rousseff (PT).

“Eu morava no Brasil em quarentena, acho que a escolha de Dilmina foi. Quem me ama tira fotos; quem não … Mas para mim era difícil viver no Brasil. É uma ameaça de morte. [que recebo], Não levo muito a sério porque muitos deles são “caras teimosos”, “heróis do teclado” e, quando você vê, é um garoto de 20 anos de “Piroquinh @ $ do Sul” que veio me ameaçar com a morte, mas para mim é muito ruim morar no Brasil. Eu só vou fazer uma novela “, disse ele, durante a transmissão.

Sem uma palavra, Abreu também amaldiçoou o presidente da Fundação Palmares, Sergio Camargo, que classificou o movimento negro como uma “farsa maldita”, na qual os “vagabundos” e Zumbia o chamavam de “filho da puta que escravizou os negros”, conforme revelado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

“Este governo foi criado para destruir tudo o que fizemos. Eles não têm nada para colocar, porque a idéia deste governo é destruir todo o progresso que tivemos. É uma terra arrasada. Vivemos em um governo de destruição, de morte. Qual fascismo se alimenta. A única coisa que posso dizer é que só temos mais uma prostituta nesse governo *, disse ele a Abreu.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero