George Clooney: “O racismo é a maior pandemia nos Estados Unidos e não há vacina” – 01.06.2020.

George Clooney escreveu um artigo para The Daily Beast, reagindo aos protestos que eclodiram em todo o país depois a morte de George Floyd, um segurança preto do restaurante que estava sob custódia policial.

No texto, a estrela de “Onze Pessoas e Segredos” definiu o racismo como a “grande pandemia” dos Estados Unidos. “Ele infectou todos nós e, em 400 anos, não conseguimos encontrar uma vacina. Parece que paramos de procurá-la”, escreveu ele.

Histórico

No artigo, Clooney também lembrou casos semelhantes ao Floyd que já haviam provocado distúrbios e protestos em todo o país – desde o espancamento de Rodney King em 1992 até a morte de Eric Garner, Tamir Rice, Philand Castille e Laquan McDonald nos últimos anos.

“A raiva e a frustração que vimos vendo as ruas são um lembrete de quão pouco crescemos como país do pecado original da escravidão. O fato de não vender mais e comprar seres humanos não é motivo de orgulho”. Ele disse.

soluções

O ator usou o texto para listar algumas das mudanças que ele gostaria de ver nos EUA em relação à injustiça social e enganou o presidente Donald Trump por sua reação aos protestos.

“Precisamos de mudanças sistemáticas na polícia e em nosso sistema judicial. Precisamos de políticos que pregam justiça básica e igualitária para todos os cidadãos. Não precisamos de líderes que incitem ódio e violência, como se a ideia de atirar em assaltos fosse algo como um chamado à ação”. racista ”, acrescentou Clooney.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero