Gigantes adormecidos muda de alvo e notícias falsas do 2º lugar também perdem anúncios – 06/05/2020

Depois de travar uma batalha contra a desinformação online por semanas, alertando as empresas que anunciam em um site que divulga notícias falsas, no perfil do Twitter do Sleeping Giants Brazil, ele alcançou o que seus criadores chamavam de “vitória parcial”. O Jornal da Cidade Online (JCO), o objetivo inicial da conta, desativou a assinatura da plataforma de publicidade do programa do Google, que investiu dinheiro na página.

Com isso, o projeto mudou seu foco e começou a direcionar outro site famoso para espalhar notícias e teorias falsas, a conectividade política. Menos de 24 horas após o início da nova unidade, o site retirou seu meio de publicidade.

Em meio a isso, o Sleeping Giants também está pressionando outros serviços pelos quais esses sites pagam, como plataformas de crowdfunding e streaming de vídeo, como YouTube e Twitch.

Novo alvo

A mudança no desempenho do perfil ocorreu na segunda-feira (1), quando revelou que o JCO havia parado de exibir anúncios distribuídos pelo Google através do Adsense. Nessa plataforma, as marcas escolhem o tipo de público que desejam alcançar on-line com seus anúncios. A partir daí, a ferramenta distribui anúncios em sites que o algoritmo acredita ter sugestões semelhantes às dos anunciantes.

As empresas recebem relatórios de sites que receberam anúncios e podem até selecionar páginas ou segmentos de páginas específicos nos quais seus anúncios não devem aparecer. Embora muitos tenham ficado surpresos depois que a Sleeping Giant Brasil mostrou que financiam o Jornal para a Cidade Online com mídia publicitária, o site já foi condenado por divulgar notícias falsas.

Boa noite, recebemos várias mensagens diretas de seguidores afirmando que o primeiro local em que o movimento foi direcionado não tinha anúncios, ou seja, hoje ele decidiu remover o adsense do site. Não sabemos por que, provavelmente estamos perturbando alguma coisa!
Gigantes Adormecidos Brasil

Viés, os criadores do perfil preferiram suavizar o simbolismo dos fatos.

Não há mais anúncios. É uma vitória parcial. A retirada do Adsense não foi nossa culpa, mas seu descrédito.

Por dois dias, o perfil enfrentou um período incerto. Ele começou a compartilhar os fatos de agências de verificação de fatos e postagens de outros usuários que desafiavam sites de crowdfunding – ou “gatinhos da internet” – que haviam doado dinheiro para apoiar grupos de presidente. Jair Bolsonaro.

Na quarta-feira (3), ele escolheu seu novo objetivo: Conexão Política, que nasceu como um perfil no Twitter, mas que se tornou uma página na Internet para disseminar conteúdo repleto de notícias falsas.

O anúncio da mudança de rota foi feito por uma determinada produção. Sleeping Giants Brasil postou um vídeo mostrando uma foto do site da JCO e, em seguida, uma tela de TV mostrando o programa retirado do ar. Então uma página sobre afiliação política apareceu.

Os criadores do Sleeping Giants Brasil já haviam sido notificados Viés que contém uma lista de pouco mais de 100 sites que divulgam notícias falsas e são alvos em potencial.

O novo objetivo, no entanto, não durou muito. Pouco mais de 24 horas após o início da exposição das marcas anunciadas, a Conexão Politica desistiu do Adsense.

Enquanto isso, algumas das empresas que se comprometeram a evitar direcionar fundos de publicidade para o site foram Telecine, SanarFlix, Sky, Toroinvest, Catho, Acer, LinkedIn e Neon. Até o escritor Eduardo Moreira, autor dos best-sellers “Desigualdade” e “O que os donos de eletricidade não querem que você saiba”, removeu os anúncios da página.

Quando a segunda rodada terminou, o perfil começou a cobrar do Google, pois o canal Xbox Mil Grau no YouTube propagava discursos racistas. Nos últimos dias, os youtubers responsáveis ​​por ele foram alvo de uma campanha de rejeição on-line que permitiu que outras plataformas suspendessem sua conta.

Na sexta-feira (5), o YouTube informou que vídeos ofensivos do Xbox Mil Grau foram removidos e o canal não faz mais parte de um programa que aloca fundos de publicidade para ativos criativos.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero