Lançamento de astronautas da NASA lançado com foguete SpaceX – 27.05.2020

O lançamento do foguete SpaceX previsto para esta quarta-feira (27) foi adiado devido ao mau tempo no icônico John F. Kennedy Space Center, em Cape Canaveral, Flórida (EUA). Como os astronautas já estavam no foguete, a missão foi cancelada às 17:16 (horário de Brasília), pouco menos de 20 minutos antes do lançamento.

A missão é considerada significativa porque é a primeira vez que a NASA (agência espacial dos EUA) envia astronautas ao espaço pelo transporte pessoal da empresa. Esta também é a primeira vez em 11 anos que a agência envia seres humanos ao espaço na América do Norte.

Com atraso, o lançamento está programado para o próximo sábado (30), às 16h22. No momento da falha, todos os sistemas de mísseis eram considerados normais em testes preparatórios.

Desde que deixou a sonda em 2011, a agência lançou o Cazaquistão com a sonda russa Soyuz, considerada uma das mais confiáveis ​​já produzidas e com histórico de apenas um acidente. Para isso, o governo dos EUA foi obrigado a pagar à Rússia um milhão de dólares.

Até o lançamento, está planejado acontecer mesmo em meio a restrições causadas pelo coronavírus, mas sem a parte esperada por enquanto – o público foi instruído a seguir o lançamento em casa devido ao isolamento social. O presidente dos EUA, Donald Trump, aterrissou em Cabo Canaveral, pouco antes de o foguete decolar.

Contra a ISS estarão os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley, que já participaram de outras missões. Os astronautas viajarão em um foguete Falcon 9, com uma cápsula do Crew Dragon. Ambos são fabricados pela SpaceX, adaptados aos modelos feitos anteriormente para o transporte de cargas.

A parceria com a SpaceX mostra uma mudança no modelo da agência que começou com o governo Obama, com empresas privadas recebendo permissão para produzir foguetes para lançar pessoas. Anteriormente, empresas de terceirização eram contratadas para alguns serviços, mas a construção dos foguetes era feita pela própria NASA.

O bilionário Elon Musk, proprietário da SpaceX, tem o espaço como uma de suas principais frentes de negócios – se deve lançar satélites que visam conectar o mundo inteiro à Internet ou até colonizar Marte, algo que eu já disse que queria. A SpaceX também alcançou importantes inovações no espaço, como o gerenciamento seguro de manobras de peças de foguetes de volta à Terra, o que pode tornar os lançamentos mais baratos.

Projeto Artemis

O lançamento desta quarta-feira ainda é o primeiro passo para o projeto Artemis, coordenado pela NASA. A intenção da agência é trazer as pessoas de volta à lua depois de uma década – incluindo a primeira mulher a pisar em um satélite.

A lua se tornou a nova queridinha de várias nações e mais uma vez se tornou o cenário de uma corrida espacial. China, Índia e países que não os Estados Unidos realizaram missões recentes que se concentraram no solo lunar. A exploração espacial é um horizonte cada vez mais próximo.

A intenção da NASA é que as pessoas voltem a andar na Lua em 2024 – e desta vez para ficar. O objetivo final da missão é que os humanos pisem em Marte pela primeira vez, o que é esperado até 2030.

Uma viagem à Estação Espacial Internacional também é um dos primeiros testes da SpaceX para uma missão na Lua, mas seria necessário um foguete mais poderoso para viajar para o nosso satélite.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero