O baterista foi removido do CPM 22 após uma entrevista perdida com um menor

O baterista Japinha foi removido do CPM 22, depois de conversar com o jovem libertado, Impressões da conversa da noite passada entre ele, então com 38 anos, e um fã de 16 anos do grupo, vazaram na noite passada para um perfil no Twitter, Exposed Emo.

“Após os últimos desenvolvimentos, decidimos remover nosso baterista Ricardo Japinha, reafirmando nossa posição de que não aderimos ao desrespeito a ninguém. A banda continua”, disse o CPM no Twitter.

Ontem, o grupo postou no Twitter que seus membros ficaram surpresos com postagens sobre o comportamento de um membro da nossa banda e que “discordamos das opiniões desrespeitosas” – mas Japinha ainda não foi nomeado.

Também ontem, antes do lançamento do caso – e sem mencionar nada sobre ele – o baixista Fernando Sanchez anunciou que estava deixando a banda: “Estou vindo desta comunicação para deixar a banda CPM 22”.

Japinha reconheceu a conversa

O baterista está em uma entrevista para. Admitiu a verdade da conversa Twitter e falou dela dizendo que não via mal no que havia acontecido.

Na interação entre os dois, Japinha diz que gostaria de conhecer a garota, perguntar-lhe na idade dela e até falar sobre virgindade. Numa entrevista com Twitter, o músico confirmou que a conversa ocorreu, mas não vê malícia em seu conteúdo.

Eu nunca conheci essa pessoa. Para ser sincero, não me lembro dela, mas uma garota deve ser bonita. A conversa não teve meio termo. Eu nunca tive falta de respeito com ninguém. Era uma atmosfera de relaxamento, um acordo a ser cumprido. Fluiu de uma maneira agradável. “

Posição comum

O baterista diz que é comum menores de idade e até mulheres casadas se dirigirem a outros membros da banda, mas esse contato é sempre evitado.

“Eu até pedi um cartão de identificação para os fãs. Muitos enganaram sua idade. Você tem que ser perspicaz porque corre o risco de se machucar. Não importa quanto consentimento, ele não é visto com bons olhos”, admite Japinha. “Mas Marcelo Camelo começou a namorar Mallu (Magalhães) aos 15 anos. Caetano se casou com uma mulher menor de idade quando se conheceram. Portanto, não há crime.”

O fã não estava procurando pelo Japinha

A garota que trocou mensagens com Japinha não o procurou depois que as impressões vazaram, mas o baterista diz que espera que ela entre em contato com ele. “Eu gostaria que essa garota falasse comigo novamente. Se eu tivesse falado com ela por cinco minutos, nada disso teria acontecido. Infelizmente, ela adorava postar impressões.”

“Eu não sei se era para chamar a atenção ou ser malvada. Eu nem brigava com ela, eu apenas dizia a coisa certa: eu não deveria ter feito isso, eu não a assediei moralmente, você riu e disse que me procuraria mais tarde “Se houvesse uma tentativa de sexo ou estupro, ela teria me processado lá sem falar agora”, comentou.

Possível batalha legal

Advogados já foram chamados para lidar com o caso. Japinha diz que não queria entrar em uma batalha legal, mas se as acusações continuarem, ele pretende processar as pessoas que o caluniaram.

“Isso cria uma onda violenta de ataques. Está começando a se tornar um trabalho muito chato. Fui acusado de crimes que não cometi. As evidências são claras. Aqueles que são bons, como eu, não gostam de ser expostos e ir à justiça. A única maneira é processá-lo.” pessoas por calúnia e calúnia. Não quero dinheiro. Quero terminar esse que me diz. Tenho pais, tenho uma filha, pago as contas. Sei que a verdade será estabelecida “

Japinha espera que, com a ajuda de um advogado, ele possa controlar a situação.

Eu não queria, mas tinha que procurar um advogado. Eu tenho que me proteger legalmente. Se essa história não parar, tenho que tomar esta ação. É bom quando podemos dizer a verdade, especialmente para os repórteres. Se a justiça deve ser chamada para que as pessoas parem de falar, isso será feito

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero