Novembro 28, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Os preços das casas vão cair ainda mais, acredita a Comissão Europeia

Após vários trimestres de alta, o preço das casas começou a cair com a pandemia e a Comissão Europeia acredita que cairá ainda mais. A previsão consta do relatório da 12ª missão de avaliação do ajuste econômico pós-programa.

“Vários fatores apontam para uma desaceleração adicional no crescimento dos preços das casas no curto prazo”, apontam os técnicos de Bruxelas, justificando com a construção de novas moradias. “Os investimentos em construção residencial continuaram crescendo no primeiro semestre de 2020 e é provável que a oferta do mercado acompanhe gradativamente a demanda”, destaca o executivo comunitário.

Mas a queda no turismo e no investimento estrangeiro no mercado imobiliário também deve resultar em uma queda nos preços. “A queda nas atividades turísticas vai colocar ainda mais pressão sobre os preços, já que o mercado de aluguel de curto prazo dificilmente voltará aos níveis pré-pandêmicos tão cedo”, diz o documento divulgado na quarta-feira, 18 de novembro.

Todos os dados já conhecidos apontam para uma desaceleração dos preços das habitações. Segundo o Confidencial Imobiliário, o preço das casas caiu 2,1% em setembro face ao mês anterior, naquela que é a primeira tendência de queda desde setembro de 2015. Também os últimos dados do INE já sinalizam um travão na taxa de crescimento dos preços.

.js">

Moratórias são bomba-relógio

Ainda ligado ao mercado imobiliário está o alerta da Comissão Europeia sobre as moratórias que podem causar problemas aos bancos após o prazo para suspensão das prestações mensais terminar em 30 de setembro do próximo ano.

“Os bancos enfrentam riscos de deterioração da qualidade dos ativos, pois os empréstimos inadimplentes (NPL, em inglês) tendem a aumentar no momento em que expiram os atrasos dos empréstimos”, ou seja, a CE prevê que a inadimplência comece a ocorrer após setembro de 2021.