Janeiro 21, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Quanto vai a UE gastar com vacinas covid-19? O governante belga revelou os preços acidentalmente – Coronavirus

O preço que a União Europeia vai pagar por cada vacina contra o covid-19 foi divulgado pela Secretária de Estado do Orçamento da Bélgica, Eva De Bleeker. O ministro acabaria rapidamente retirando do ar a tabela publicada no Twitter, mas não a tempo de impedir o O jornal belga HLN tirou uma fotografia publicação. A questão é que esta informação foi mantida em sigilo, alegando que a Comissão Europeia está sob um acordo de confidencialidade comercial que impede a sua divulgação.

A publicação no Twitter mencionou quanto seria gasto em cada vacina, pela União Europeia (UE) e Bélgica. Em Portugal, deverão ser adquiridos 22 milhões de doses e o Governo anunciou gastos até 200 milhões de euros, mas sem especificar quanto custa cada dose de cada uma das seis empresas que têm acordo com a UE e das quais iremos receber doses de vacinas.

De acordo com a imagem publicada pelo ministro, a UE vai gastar entre 1,78 euros e 18 dólares por dose de vacinas. A lista das seis vacinas é distribuída da seguinte forma:

  1. Oxford / AstraZeneca: € 1,78
  2. Johnson & Johnson: $ 8,50 (cerca de € 6,94)
  3. Sanofi / GSK: € 7,56
  4. BioNTech / Pfizer: € 12
  5. CureVac: € 10
  6. Moderno: $ 18 (cerca de € 14,70)

A Comissão Europeia chegou a um acordo com esses seis produtores e está em negociações para uma sétima vacina. Cada país membro então faz seus pedidos para cada uma das empresas. Dados já divulgados indicavam que a UE poderia gastar mais de 8 bilhões de euros sozinha nas doses a serem encomendadas à Pfizer e CureVac.

Portugal também anunciou a compra de pelo menos 22 milhões de doses. Como a maioria das vacinas precisa de duas doses, isso seria o suficiente para vacinar todos os portugueses.

Alguns grupos da sociedade civil têm defendido a necessidade de revelar os valores da compra dessas vacinas, já que estamos falando em usar o dinheiro dos contribuintes. No entanto, a Comissão afirma que a confidencialidade do mercado solicitada pelas empresas é obrigatória. Do mesmo modo, a Comissão recusou-se a comentar a gafe do Secretário de Estado belga. “Não vamos comentar o que aconteceu na Bélgica, mas os preços das vacinas são confidenciais”, disseram ao jornal HLN.

Os dados já divulgados, por algumas fontes ligadas às negociações, apontam, por exemplo, para o fato de a UE pagar menos por dose que os EUA, pelo menos nesta primeira fase de vacinação, conforme afirma Reuters em novembro.

De acordo com a notícia divulgada, a União Europeia garantiu a compra de 300 milhões de doses da vacina da Pfizer e outras 160 milhões da Moderna, insuficientes para cobrir os seus 450 milhões de habitantes. Embora o custo exato dessa operação ainda não seja conhecido, sabe-se que a União Europeia aprovou o uso do Instrumento de Apoio a Emergências para apoiar o desenvolvimento e a produção de vacinas contra covid-19. Este fundo tem 750 milhões de euros, dos quais 11 milhões são contribuições de Portugal.