Sob Bolsonaroom, o contrato com a ex-esposa e parceira de Wassef cresce 3 vezes – 07.07.2020.

O governo de Jair Bolsonar (sem partido) triplicou o maior contrato que a empresa tinha para sua ex-esposa e parceira Frederick Wassef.

Foi advogado do senador Flávi Bolsonaro (Republicanos-RJ) até a prisão de um ex-funcionário de seu escritório na Assembléia Legislativa do Rio, Fabrício Queiroz. Segundo o presidente da República, o advogado de defesa também foi seu advogado no caso Adélio Bispo. O político está sendo investigado por um ministério público que o acusa de lavagem de dinheiro junto com Queiroz. Durante a Operação Angel, o ex-assessor acabou preso na posse de Wassef em Atibaia (SP).

Três ajustes de contrato aumentaram o preço de R 116 milhões para US $ 124 milhões em um período de 15 meses. O negócio foi realizado pela Globalweb Outsourcing, afiliada a Cristina Boner, e pela Telebrás, empresa estatal agora afiliada ao Ministério das Comunicações.

A Globalweb é uma empresa de computadores registrada em nome da filha de Cristina. Segundo a empresa, o contrato é para a prestação de serviços de gerenciamento e operação para todos os equipamentos e tecnologias que compõem a rede Telebrás. Isso inclui o gerenciamento dos serviços que a rede pública corporativa fornece a seus clientes.

Assim como a Telebrás, a empresa afirmou que os ajustes foram previstos no contrato “conforme a Lei 8.666 e com base no índice anual de ajustes estabelecido pela Anatelo”.

Como Twitter foi revelado que a Globalweb recebeu milhões de realizações durante o governo bolonar. Em pagamentos atualizados, os valores já atingem US $ 55 milhões.

Ao todo, a Globalweb possui US $ 239 milhões em contratos governamentais, que serão pagos aos cofres públicos nos próximos anos.

Além da Telebrás, a empresa possui duas empresas. Um deles foi fechado sob a direção de Michel Temer (2016-18); o outro, administrado pela Bolsonar, por US $ 3,5 milhões.

O estado solicitou uma investigação da CGU

Em nota, a empresa estatal disse que o aumento foi alcançado abaixo do índice permitido e está comprometido com a ética. No entanto, após entrar em contato Twitter, A Telebrás anunciou que reduziria o valor do contrato e encaminhou os contratos a serem investigados pela Controladoria Geral da União (CGU).

“A redução do contrato está sendo processada pela Telebrás e deve ser concluída em julho”, afirmou a assessoria de imprensa.

A Telebrás reitera seu compromisso com os princípios éticos e legais que governam a administração da empresa. “
Nota da Telebrás

Depois que a Globalweb venceu o contrato em 2017, o competidor mostrou um documento da CGU para acusá-lo de não poder participar da disputa. A empresa associada a Cristina Boner tinha parceiros em empresas punidas por “infidelidade” – entre elas a filha de uma empresária. A Telebrás negou provimento ao recurso. Observado, o Controlador não respondeu.

Feito com farinha

O governo Bolsonara ajustou o contrato com a empresa para três datas: fevereiro do ano passado, fevereiro e março deste ano. O valor subiu para 124 milhões de dólares e retroativamente em comparação com os meses anteriores.

Os pagamentos são feitos por ordem de serviços, escreve Globalweb

Segundo a Telebrás e a Globalweb, o maior contrato de gerenciamento de rede já trouxe US $ 16 milhões para a antiga empresa Wassef, sob o governo Bolsonaro. Durante o governo de Temer, foram R $ 13 milhões.

Feito com farinha

Um consultor da Globalweb disse que os pagamentos são feitos apenas se os serviços forem solicitados a uma empresa estatal. “Vale ressaltar que este é um contrato a pedido da Telebrás, pois adquire novos clientes e aumenta sua infraestrutura”, afirmam da empresa. “O valor total especificado no contrato não será necessariamente gasto até o fim”.

A casa foi cedida ao senador

Wassef e Cristina Boner são parceiras em um local em Santa Catarina. Eles negaram interferência política nos contratos da Globalweb.

A casa de Cristina no Lago Sulu, em Brasília, foi palco de uma entrevista concedida pelo senador Flávio Bolsonaro em 18 de janeiro de 2019 à TV TV.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero