“Há um cliente que só paga para me ver dormir.”

Esta manhã, durante a “Conversa com Bial”, a ex-BBB Clara Aguilar revelou algumas demandas exóticas impostas a ela pelos clientes durante o isolamento social. Segundo a camgirl, muitas pessoas começaram a procurar companhia mais do que assistir a um show sensual.

“Agora, em quarentena, há pessoas que pagam pela empresa, mesmo na hora de comer; almoçamos e jantamos juntos”, disse a ex-irmã, e continuou: “Há quem pergunte: ‘Tudo bem se eu pedir pizza?’ estamos apenas conversando? ‘”.

“Muitos clientes vêm falar sobre isso coronavírus, sobre o que você faz em quarentena, quais livros você lê e que filmes assiste ”, disse ela a Pedro Bial.

No entanto, uma pessoa em particular recebeu o título de outra pessoa. “Há uma cliente que passa a noite toda comigo. Ela gosta de me ver dormir e só paga quando me vê dormindo”, revelou Clara.

“Há outro que adora pernas, o que é um fetiche comum. Então, geralmente deixo a câmera apontada para o meu pé, coloco um filme para assistir e fico lá enquanto o dinheiro passa”, disse um morador de São Paulo que já chegou para faturar US $ 20.000 ( cerca de 101 mil dólares na oferta atual atual) em um mês.

“Algumas pessoas só querem companhia. Muitas pessoas acham que a camgirl é apenas para tirar roupas e outras coisas, mas eu sempre digo que uma camgirl de sucesso ganha mais com roupas do que sem, porque acabamos no papel de psicóloga e amiga”, concluiu. .

Clara participou da 14ª edição do “Big Brother Brasil” e terminou em terceiro. Naquele ano, o prêmio principal foi modelo Vanessa Mesquita, com quem Clara teve um caso durante um reality show.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero